O lado prático de confiar em Deus!


O lado prático de confiar em Deus!
(7 Passos para confiar em Deus)

Confiança é a “moeda” do reino de Deus.
Confiança é a “moeda” usada para usufruir das bênçãos de Deus.

A pergunta é: Como é que eu sei que confio em Deus?

Confiar em Deus –    tem de ser mais do que uma frase feita.
                                    Tem de ser mais do que um simples cliché

O diabo vai lançar situações que vão provar até que ponto confiamos em Deus.

Por isso... vamos ver o lado prático de confiar em Deus, onde confiar é mais do que uma simples frase.

CONFIAR=     descansar em...
                        Inclinar para...
                        Confiante expetativa em Deus!

Como é que verificamos que temos uma confiante expetativa de Deus?

Pv 3:5 Confia no Senhor de todo o teu coração, e não te estribes (inclines) no teu próprio entendimento.”

??? Será que quando dizemos que confiamos em Deus, estamos a inclinarmo-nos para o nosso próprio entendimento em relação à experiência que temos???

Confiamos na promessa de Deus OU confiamos no nosso próprio entendimento ???

Jesus - A nossa cidade de refúgio!


Jesus – A nossa cidade de refúgio!

Resultado de imagem para obidos

Josué 20:1-8 Falou mais o SENHOR a Josué, dizendo:
2 Fala aos filhos de Israel, dizendo: Apartai para vós as cidades de refúgio, de que vos falei pelo ministério de Moisés,
3 Para que fuja para ali o homicida, que matar alguma pessoa por engano, e não com intenção; para que vos sirvam de refúgio contra o vingador do sangue.
4 E fugindo para alguma daquelas cidades, pôr-se-á à porta dela e exporá a sua causa aos ouvidos dos anciãos da tal cidade; então o tomarão consigo na cidade; e lhe darão lugar, para que habite com eles.
5 E se o vingador do sangue o seguir, não entregarão na sua mão o homicida, porquanto não feriu a seu próximo com intenção, e não o odiou antes.
6 E habitará na mesma cidade, até que compareça em juízo perante a congregação, até que morra o sumo sacerdote que houver naqueles dias; então o homicida voltará, e virá à sua cidade e à sua casa, à cidade de onde fugiu.
7 Então designaram a Quedes na Galiléia, na montanha de Naftali, e a Siquém, na montanha de Efraim, e a Quiriate-Arba (esta é Hebrom), na montanha de Judá.
8 E, além do Jordão, na direção de Jericó para o oriente, designaram a Bezer, no deserto, na campina da tribo de Rúben, e a Ramote, em Gileade da tribo de Gade, e a Golã, em Basã da tribo de Manassés.

Cidades de refúgio – são ideias de Deus!
                                    São sombras do que viria!