Sacrifício Maximo


O Sacrifício Máximo

Marcos 14:3-5 “3 E, estando ele em Betânia, assentado à mesa, em casa de Simão, o leproso, veio uma mulher, que trazia um vaso de alabastro, com unguento de nardo puro, de muito preço, e quebrando o vaso, lho derramou sobre a cabeça.
4 E alguns houve que em si mesmos se indignaram, e disseram: Para que se fez este desperdício de unguento?
5 Porque podia vender-se por mais de trezentos dinheiros, e dá-lo aos pobres. E bramavam contra ela.”

Introdução:

Isto pode soar como uma pergunta incomum, mas deixe-me perguntar uma coisa, O QUE É sacrifício?

Um sacrifício, pode significar coisas diferentes para pessoas diferentes, tais como:
O que eu poderia chamar um sacrifício, talvez você não põe um sacrifício
O que você chama um sacrifício, eu não poderia chamar um sacrifício

Por exemplo, há pessoas nesta congregação que gostam de fazer as férias no meio da selva.
Eles entram dentro de uma tenda infestada de mosquitos e dizem : “Isto é que é vida”
Agora você pode chamar a isso um bom período de férias, mas para alguns desistir de uma bela cama, seria um enorme sacrifício.

O que eu chamo um sacrifício e que você chama de sacrifício pode não ser a mesma coisa.
Mas quando se trata de sacrifícios ESPIRITUAIS não podemos ter opiniões diferentes. Só Deus sabe o que é um sacrifício, mas é importante que nós também saibamos.

Você sabia que para viver uma vida justa, é necessário haver um sacrifício?

Salmo 4:5 “Oferecei sacrifícios de justiça, e confiai no Senhor."
Para viver de uma forma justa significa que temos de sacrificar algumas das actividades deste mundo.

Elas são:

• Beber álcool
• Usar drogas
• Comportamento sexual imoral
• Falar mal de todos

Para que um sacrifício para ser classificado como tal, exige três coisas.
I. Um sacrifício deve ser dado livremente

Um sacrifício oferecido por um coração sem vontade, não é aceitável.

Salmo 54:6 “De livre vontade te oferecei sacrifícios; louvarei o teu nome, ó Senhor, porque é bom.”

Supõe que a tua mulher te diz para levantares esse rabo preguiçoso da cama e ires com ela à igreja senão começas a lavar as tuas meias cheias de chulé. Então decides ir à igreja com medo que ela te ponha a lavar as meias. ISSO NÃO É SACRIFÍCIO!

Isso não partiu da tua própria vontade mas sim de uma ameaça. Um sacrifício deve ser dado livremente.

Tudo o que fazemos tem que começar na nossa auto iniciativa, da nossa própria Vontade.

Um sacrifício deve ser dado livremente, mas também,

II. Um sacrifício tem de ser Total não parcial

Por exemplo no VT, sacrifícios parciais não eram aceitáveis - animais tinham que morrer, e não apenas sofrer um bocado.

Este é o tipo de sacrifício que as pessoas hoje estão oferecendo ao Senhor. Ou seja, eles não se importam em sofrer um bocado, mas eles não estão dispostos a entregar-se completamente, ao ponto de se entregar totalmente pela causa de Cristo.

ILUSTRAÇÃO : “alguns dizem: “Deus se fizeres um pouco ali, então eu darei um pouco aqui.”
“Deus se tiveres compromisso ali então eu darei compromisso também”

Um sacrifício deve ser TOTAL

Marcos 12:41-44 “41 E, estando Jesus assentado defronte da arca do tesouro, observava a maneira como a multidão lançava o dinheiro na arca do tesouro; e muitos ricos deitavam muito.
42 Vindo, porém, uma pobre viúva, deitou duas pequenas moedas, que valiam meio centavo.
43 E, chamando os seus discípulos, disse-lhes: Em verdade vos digo que esta pobre viúva deitou mais do que todos os que deitaram na arca do tesouro;
44 Porque todos ali deitaram do que lhes sobejava, mas esta, da sua pobreza, deitou tudo o que tinha, todo o seu sustento.”


A Bíblia diz que Jesus estava ASSENTADO em frente à ARCA DO TESOURO para ver o que davam.
E a Bíblia diz que houve muitos ricos, que traziam muito. Ou seja, eles deram uma boa oferta.
Mas então veio em uma pobre viúva, e ela deu duas moedas.

Jesus chama os discípulos e diz-lhes que os ricos davam grandes abundâncias mas era simplesmente o que SOBRAVA.
Eles deram para lá da sua abundância, deram o que não lhes fazia falta.

MAS a viúva deu A TOTALIDADE.
Em outras palavras, ela conheceu o critério de um sacrifício, porque deve ser um sacrifício TOTAL.

Um sacrifício deve ser dado LIVREMENTE, TOTALMENTE, mas também,

III. Um sacrifício tem de ser dado com custo

Durante anos encontramos pessoas que trabalham durante quase toda a noite de sábado para que o domingo de manhã tudo esteja pronto para a celebração.
SÃO PESSOAS QUE SABEM QUE SACRIFICO TEM UM CUSTO.

Durante anos encontramos pessoas que são fieis na igreja, nas suas ofertas nos seus dízimos, que quando existe um apelo para as missões eles ficam empolgados e no meio das suas economias ainda fazem um esforço para abençoar a obra missionária.
SÃO PESSOAS QUE SABEM QUE SACRIFICO TEM UM CUSTO.

Um sacrifício é sempre algo com um custo
Mas, quando pensamos em sacrifícios, temos de lembrar que o Senhor Jesus Cristo deu o maior sacrifício que já foi dado.

Será que o seu sacrifício satisfaz os critérios de ser um verdadeiro sacrifício?

(1) O seu sacrifício foi dado livremente?

João 10:15 “Assim como o Pai me conhece a mim, também eu conheço o Pai, e dou a minha vida pelas ovelhas.”

Não sabemos exactamente quantos soldados romanos entraram para o jardim para prendê-lo. Mas nós sabemos que, ele assim o escolheu, Ele poderia ter usado o Seu poder divino e cada um deles orientado para os seus joelhos.
Não foram os soldados que o colocaram na cruz
Não foram os picos da coroa que o prenderam à cruz

Foi o Seu amor que de uma forma LIVRE o levou à cruz por MIM.

(2) Foi o Seu sacrifício TOTAL?

Para chegar à cruz o sacrifício foi total.
Romanos 5:6-8 “6 Porque Cristo, estando nós ainda fracos, morreu a seu tempo pelos ímpios.
7 Porque apenas alguém morrerá por um justo; pois poderá ser que pelo bom alguém ouse morrer.
8 Mas Deus prova o seu amor para connosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores.”

Ele fez mais do que apenas sofrer por nós, a Bíblia diz: Ele morreu por NÓS !

(3) FOI DADO COM UM CUSTO?

Mateus 20:28 “Bem como o Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir, e para dar a sua vida em resgate de muitos.”

1 Timóteo 2:6” O qual se deu a si mesmo em preço de redenção por todos, para servir de testemunho a seu tempo.”

Olhe para a palavra "resgate". Essa é a palavra "antilutron" o que significa um resgate dos preços.
SE alguém raptasse um filho nosso poderia pedir um resgate para pagar o preço da liberdade do filho.
JESUS pagou o preço, Jesus sacrificou-se LIVREMENTE, TOTALMENTE e com um PREÇO.
Conclusão:

Agora o Senhor nos diz que Ele quer que nós oferecemos os nossos corpos como um sacrifício vivo a Deus.

(1) Tem que ser dado livremente
(2) Tem que ser Total
(3) Tem que ter um custo

Stress

Stress

I. Introdução:

Existe a possibilidade de viver livre do stress no mundo de hoje?

O stress é uma das características mais predominantes no mundo de hoje.
Vivemos em tensão, o mundo está cheio de exigências e complexidades que causam stress.

"Será que Jesus nos oferece uma vida livre do stress?”
“Será que a Bíblia diz-nos ou dá alguma informação para ultrapassar stress?”

1. Uma imagem bíblica para viver livre de stress.

Mateus 6:25-33

Esta passagem da Escritura oferece-nos a esperança real para os dias que vivemos.

2. Definindo o stress.

O stress é simplesmente definido como "um factor que gera uma deficiência mental, emocional ou física
estirpe.”
"É" um estado de tensão não resolvida decorrente das pressões, irritações, e exigências da vida.

Stress Ambiental
Metais pesados (chumbo, mercúrio, alumínio), produtos químicos de síntese (tintas e vernizes, pesticidas, herbicidas), produtos de lavagem e desinfecção, pólen, fungos, diversos tipos de poluição: ar poluído, poluição eléctrica e electromagnética, stress geopático.

Stress Físico
Doenças crónicas, dor, cansaço; stress hormonal; alergias alimentares; desequilíbrios digestivos, circulatórios, musculares, imunitários, posturais, etc..

Stress Mental
Padrões de pensamento repetitidos ou negativos, défice de atenção, hiperactividade, preocupações de dinheiro, de doença ou outras.

Stress Social:
Relacionamentos familiares e sociais, problemas de adaptação social, stress relacionado com o trabalho (excesso de trabalho, problemas com colegas ou hierarquia, competição, promoção).

Stress Emocional
Depressão, medo, ansiedade, rancor, tristeza, desgosto, solidão, instabilidade.

Stress Psicológico
Auto-estima, crise de identidade, decisão de carreira, vícios (tabaco, álcool, outros).

Stress Espiritual
Culpabilidade, vergonha, problemas morais, medo da morte.


Em termos bíblicos, a palavra "aflição" é a mais próxima a mais equivalente.
Aflição também pode ser definida como "a pressão que afecta a vida de uma pessoa."

É um termo amplo que inclui muitos factores que contribuem para o stress.
Aflição no grego significa angústia, sobrecarregadas, as perseguições, tribulações, e problemas.

Tenha em mente que Deus não promete que nós iríamos ser isentos das coisas que causam stress e ansiedade, mas sim Ele nos permitiria viver de forma que estas coisas não nos afectam.

João 16:33 " Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.”

Paulo referiu-se ao stress quando ele o experimentou ele escreveu:

2 Coríntios 1:8 “Porque não queremos, irmãos, que ignoreis a tribulação que nos sobreveio na Ásia, pois que fomos sobremaneira agravados mais do que podíamos suportar, de modo tal que até da vida desesperamos.”

II. Sintomas comuns do stress.
Como saber se estamos a enfrentar stress?

O stress pode criar uma série de sintomas destrutivos que nos afectam mentalmente, emocionalmente, fisicamente e espiritualmente.

Aqui estão alguns dos sintomas:




O Stress frequentemente produz uma sensação de ansiedade, irritabilidade, frustração, inquietação, e depressão. Ele cria um sentimento de desespero e desilusão que mina uma pessoa do senso de propósito, direcção e sentido na vida.

Stress (aflições) poderá mantê-lo longe do propósito de Deus para sua vida.

III. Causas comuns de Stress.

As pressões da vida contemporânea, os constantes desafios e prazos para cumprir a rápida evolução da nossa sociedade, a constante mudança no estado, as pressões do medo e incertezas quanto ao futuro podem contribuir para uma vida de stress.

a) Exigências e responsabilidades (vida pessoal, ministerial, igreja)
b) Falta de descanso
c) Má utilização do tempo
d) Má alimentação
e) Prioridades erradas ou trocadas
f) Conflitos espirituais
g) Complexos (superioridade e inferioridade)
h) Falta de comunhão com Deus
i) Relacionamentos quebrados ou em rotura
j) Problemas emocionais
l) Pecados não resolvidos (medo do passado)


CLUBE do Stress : Requisitos


1. Nunca dizer não a uma solicitação - semper dizer SIM.
2. O seu trabalho vem em primeiro lugar; considerações pessoais são secundárias.
3. Aceitar todos os convites para reuniões, banquetes, comissões, etc
4. Vá para o escritório à noite, sábados, domingos e feriados.
5. Campos de golfe, bowling e passatempos são um desperdício de tempo.
6. É má política aproveitar todo o tempo de férias que lhe é dado.
7. Nunca delegar responsabilidades a terceiros; transportar toda a carga em todos os momentos.
8. Não comer uma refeição com calma
9. A pesca e a caça são um desperdício de tempo e dinheiro
10. Leve a mala para casa à noite quando não voltar ao escritório. Isso proporciona uma oportunidade para rever completamente todos os problemas e preocupações do dia.

O efeito acumulado de um longo stress pode eventualmente levar a uma condição que é normalmente chamada de "DEPRESSÃO".

IV. Princípios para viver livre stress.

Salmos 66:12 “Fizeste com que os homens cavalgassem sobre as nossas cabeças; passamos pelo fogo e pela água, mas nos trouxeste a um lugar de abundância.”

Quando olhamos para a solução de Deus em toda e qualquer questão que tem a tendência de aproximar
Stress às nossas vidas, Ele nos trará a um lugar de abundância.
O segredo é aprender d’Ele e confiar n’Ele, em vez de nossos planos mal concebidos.

1. Temos de ver as coisas de Deus da perspectiva.

A vida é cheia com uma ampla variedade de circunstâncias.
Algumas situações são positivas, algumas são negativas.
Onde colocas os teus olhos, isso determina o teu rumo.

Uma grande dose de stress pode ser atenuadas ou minimizada pela nossa visão.
Se não conseguirmos perceber as nossas situações da vida, Da mesma forma que Deus vê, então tornamo-nos susceptíveis a stress.

Romanos 8:28 “E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.”

Esta pode ser uma verdadeira revelação libertadora, que tem o potencial de libertar-nos da grande parte da auto-imposta stress estamos vendo pela nossa experiência em uma circunstância luz negativa.

2. Lidar com conflitos não resolvidos e pecados.

Hebreus 12:1-2 “PORTANTO nós também, pois que estamos rodeados de uma tão grande nuvem de testemunhas, deixemos todo o embaraço, e o pecado que tão de perto nos rodeia, e corramos com paciência a carreira que nos está proposta, (2) Olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus.”

Pecado gera tensões internas e conflitos, quer públicos ou privados, temos de procurar sinceramente a limpeza da potência e do perdão que há em Cristo.

Se estamos guardando hostilidade, ódio, ressentimentos, ou ofensa, então devemos procurar uma verdadeira reconciliação, cicatrização, e perdão através dos passos que Deus oferece.

Mateus 5:23-24 “Portanto, se trouxeres a tua oferta ao altar, e aí te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, (24) Deixa ali diante do altar a tua oferta, e vai reconciliar-te primeiro com teu irmão e, depois, vem e apresenta a tua oferta.”

3. É preciso GERIR o nosso tempo.

Tempo mal gerido = STRESS

Efésios 5:15-16 “Por isso diz: Desperta, tu que dormes, e levanta-te dentre os mortos, e Cristo te esclarecerá (16) Remindo o tempo; porquanto os dias são maus.”

Compreende as tuas limitações e descansa, relaxa

4. Dá tudo a Deus em oração.

Filipenses 4:6-7 “Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças. (7) E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus.”

1 Pedro 5:7 “Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós.”

A oração é o antídoto mais poderoso para o stress.

5. Confia na palavra de Deus.

Romanos 15:4 “Porque tudo o que dantes foi escrito, para nosso ensino foi escrito, para que pela paciência e consolação das Escrituras tenhamos esperança.”

6. Clube uns com os outros.

Romanos 15:32 “a fim de que, pela vontade de Deus, eu chegue até vós com alegria, e possa entre vós recobrar as forças.”

2 Coríntios 7:13 “Por isso fomos consolados pela vossa consolação, e muito mais nos alegramos pela alegria de Tito, porque o seu espírito foi recreado por vós todos.”

MEDO


MEDO
Salmos 27

“O Senhor é a minha luz e a minha salvação; de quem terei temor? O Senhor é o meu forte refúgio de quem terei medo?”, Salmos 27:1

I - O que é o medo?

1 - O medo é uma interrupção súbita do processo de RACIONALIZAÇÃO.

A primeira coisa que nos acontece quando sentimos medo é uma interrupção súbita do processo de racionalização, perdemos a capacidade de racionalizar uma situação qualquer. PARAMOS DE PENSAR.

O medo, tem a capacidade de evitar que façamos algo mentalmente.
Ele cria uma situação de impasse e pára qualquer processo mental.

EX: Perante um precepício, o que fazemos? NADA

O medo paralisa, inibe. Então a primeira coisa que vamos fazer é nos determos antes de cair no precipício. Isso é o medo, nem mais nem menos.

2 - O medo é uma força que tem como objectivo evitar PERIGOS de qualquer natureza.

Funciona como um sinal que interrompe qualquer acção precipitada.

3 - O medo é uma reacção PROTECTORA e SAUDÁVEL do ser humano.

Essas reacções naturais trabalham a favor do instinto de sobrevivência, tanto do corpo quanto da mente. O medo existe de forma independente das pessoas, ou seja, há algo em nós e também fora de nós que se chama medo, e que tem uma função na natureza como poderia ter o Sol, a Lua, a Água, a Terra ou qualquer elemento.

A nossa cultura não só não nos preparou para enfrentar o medo, mas também nos ensinou a ter medo dele, e, por isso, reagimos mal.

Ex: Estou com medo. (392 TIPOS DE MEDOS)
Do que?
De ter medo !

O medo faz parte da natureza e tem como função proteger, por incrível que possa parecer.
O medo "normal" vem de estímulos reais de ameaça à vida.
A cada situação nova, inesperada, que representa um perigo, surge o medo.
Todos temos medo de algo - assaltos, aviões, raptos, doenças, dentistas, cirurgias, dores, solidão, entre outros.

A intensidade do medo será intensificada pelo histórico de vida de cada um.

II - O que fazer diante do medo?

Diante dos nossos medos, só temos duas opções:

- FUGIR - nos escondermos em um canto com úlcera e ansiedade
- LUTAR - fazemos um esforço e enfrentamos o perigo.

Ou seja, diante de uma situação de perigo, só nos restam duas alternativas: lutar ou fugir.
Em princípio, lutar pode ser uma reacção positiva. Isso não quer dizer que fugir seja uma reacção negativa.
Tudo depende da situação.

Quando há uma situação de ameaça real a sua vida, o medo não é uma reacção patológica, mas de protecção e auto preservação.
Situações reais de perigo exigem discernimento.


III - Atitudes necessárias diante do medo:

1 - Procure descobrir o que o MEDO simboliza para você.

O que o medo representa para si? Acontece com o medo o mesmo que com outros sentimentos: quanto mais o negamos, mais poderoso ele se torna.

“Quando homens maus avançarem contra mim para destruir-me, eles, meus inimigos e meus adversários, tropeçarão e cairão” (v. 2)

2 - EXPLORE seu medo.

Descubra o que está por trás dele. Desenvolva o sentimento de autoconfiança.

“Ainda que um exército se acampe contra mim, meu coração não temerá; ainda que se declare guerra contra mim, mesmo assim estarei confiante” (v. 3).


3 - Desenvolva a sua CONFIANÇA em Deus.

Confiar em si mesmo não é suficiente.
Você precisa reconhecer que Deus está no controle e que vai estar contigo nos momentos de perigo.

“Uma coisa pedi ao Senhor; é o que procuro; que eu possa viver na casa do Senhor todos os dias da minha vida, para contemplar a bondade do Senhor e buscar sua orientação no seu templo. Pois no dia da adversidade ele me guardará protegido em sua habitação...” (v. 4 e 5b).
“Ainda que me abandonem pai e mãe, o Senhor me acolherá” (v. 10).

4 - Adquira um sentimento de ESPERANÇA.

“Apesar disso, esta certeza eu tenho: viverei até ver a bondade do Senhor na terra” (v. 13).
“Espere no Senhor. Seja forte! Coragem! Espere no Senhor” (v. 14)

MEDO (Tipos de...)


MEDO ?

Que tipo de medo tens?

(se tiveres algum tipo de medo, deixa um comentário com o tipo de medo)

A
Abissofobia - medo de abismos, precipícios.
Ablepsifobia - medo de ficar cego
Ablutofobia - medo de tomar banho.
Acarofobia - medo de ter a pele infestada por pequenos organismos (ácaros).
Acerofobia - medo a produtos ácidos.
Acluofobia - medo ou horror exagerado � escuridão.
Acrofobia - medo de altura.
Acusticofobia - medo relacionado aos ruídos de alta intensidade.
Aeroacrofobia - medo de lugar aberto e alto.
Aerodromofobia - medo de viagens aéreas.
Aerofobia - medo de ventos, engolir ar ou aspirar substâncias tóxicas.
Aeronausifobia - medo de vomitar (quando viaja de avião).
Afobia - medo da falta de fobias
Agliofobia - medo de sentir dor.
Afefobia - medo de ser tocado.
Agorafobia - medo de lugares abertos, de estar na multidão, lugares públicos (mercados, * shopping, supermercados) ou deixar lugar seguro.
Agrafobia - medo de abuso sexual.
Agrizoofobia - medo de animais selvagens.
Agirofobia - medo de ruas ou cruzamento de ruas.
Aicmofobia - medo de agulhas de injeção ou objetos pontudos.
Ailurofobia - medo de gatos.
Algofobia - medo de dor.
Altofobia - medo de alturas
Amatofobia - medo de poeiras
Amaxofobia - medo mórbido de se encontrar ou viajar dentro de qualquer veículo de transporte.
Ambulofobia - medo de andar
Amnesifobia - medo de perder a memória.
Ancraofobia ou Anemofobia - medo de correntes de ar
Androfobia - medo de homens
Analofobia - medo de buracos escuros
Anemofobia - medo de ventos
Anginofobia - medo de engasgar
Antropofobia - medo de pessoas ou da sociedade
Antlofobia - medo de enchentes
Anuptafobia - medo de ficar solteiro (a)
Apeirofobia - medo de infinito
Apifobia - medo de abelhas
Aracnefobia ou Aracnofobia - medo de aranhas
Aritmofobia - medo de números
Arrenfobia - medo de homens
Assimetrofobia - medo de coisas assimétricas
Astenofobia - medo de desmaiar ou ter fraqueza
Astrafobia ou astrapofobia - medo de trovões e relâmpagos
Ataxiofobia - medo de ataxia (descoordenação muscular)
Ataxofobia - medo de desleixo
Atazagorafobia - medo de ficar esquecido ou ignorado
Atelofobia - medo de imperfeições
Atefobia - medo de ruínas
Atomosofobia - medo de explosões atômicas
Atiquifobia - medo do fracasso
Aurofobia - medo de ouro
Autofobia Medo de ficar só ou sozinho
Automatonofobia medo de boneco do ventríloquo, criaturas animatrônicas, estátuas de cera (qualquer coisa que represente falsamente um ser sensível)
Automisofobia Medo de ficar sujo
Aviofobia ou aviatofobia - Medo de voar de avião
Azinofobia medo de apanhar do pai

B
Bacilofobia ou Bacteriofobia - medo de bactérias
Balistofobia - medo de mísseis
Basofobia ou basifobia - medo de andar ou cair (inabilidade de ficar em pé)
Batofobia - medo de profundidade
Botanofobia - medo de plantas
Batofobia - medo de alturas ou ficar fechado em edifícios altos
Batracnofobia - medo de anfíbios (como sapos, salamandras, rãs, etc.)
Belonofobia - medo de alfinetes e agulhas (aiquimofobia)
Blennofobia - medo de limo ou coisas viscosas
Brontofobia - medo de trovões e relâmpagos
Biofobia - medo da vida

C
Cacorrafiofobia - medo de fracasso ou falhar
Caetofobia - medo de pêlos
Cainofobia ou cainotofobia - medo de novidades
Catagelofobia - medo do ridículo (estar ou ser)
Catapedafobia - medo de saltar de lugares baixos ou altos
Catoptrofobia - medo de espelhos
Cenofobia ou centofobia - medo que caracteriza-se pela aversão e medo mórbido de sentir inquietação de grandes espaços abertos.
Cimofobia - medo de ondas ou de movimentos parecidos com ondas
Cinetofobia ou cinesofobia - medo de movimento
Cinofobia - medo de cães
Cipridofobia, ciprifobia, ciprianofobia, ou ciprinofobia - medo de prostitutas ou doença venéreas
Ceraunofobia - medo de trovão
Copofobia - medo da fadiga
Corofobia - medo de dançar
Coniofobia - medo de poeira (amatofobia)
Cosmicofobia - medo de fenômenos cósmicos
Crometofobia ou crematofobia - medo de dinheiro
Cromofobia ou cromatofobia - medo de cores
Cronofobia - medo do tempo
Cronomentrofobia - medo de relógios
Claustrofobia - medo de espaços confinados
Cleitrofobia ou cleisiofobia - medo de ficar trancado em lugares fechados
Cleptofobia - medo de ser roubado
Climacofobia - medo de degraus (subir ou cair de degraus)
Clinofobia - medo de ir para cama
Clitrofobia ou cleitrofobia - medo de ficar fechado
Cnidofobia - medo de cordas
Cometofobia - medo de cometas
Coimetrofobia - medo de cemitérios
Contreltofobia - medo de abuso sexual
Coprofobia - medo de fezes
Coulrofobia - medo de palhaços
Cremnofobia - medo de precipícios
Cretinofobia - medo de nunca mais acessar o www.perguntascretinas.com.br
Criofobia - medo de frio intenso, gelo ou congelamento

D
Deipnofobia - medo de jantar e conversas do jantar
Demonofobia ou demonofobia - medo de demônios
Demofobia - medo de multidão (Agorafobia)
Dendrofobia - medo de árvores
Dermatosiofobia, dermatofobia ou dermatopatofobia - medo de doenças de pele
Dextrofobia - medo de objetos do lado direito do corpo
Diabetofobia - medo de diabetes
Dinofobia - medo de vertigens ou redemoinho
Diplofobia - medo de visão dupla
Dipsofobia - medo de beber
Disabiliofobia - medo de se vestir na frente de alguém
Dismorfofobia - medo de deformidade
Distiquifobia - medo de acidentes
Domatofobia ou oiquofobia - Medo de casas ou estar em casa
Dorafobia - medo de pele de animais
Dromofobia - medo de cruzar ruas

E
Eisoptrofobia - medo de espelhos ou de se ver no espelho
Electrofobia - medo de eletricidade
Eleuterofobia - medo da liberdade
Elurofobia - medo de gatos (ailurofobia)
Emetofobia - medo de vomitar
Enoclofobia - medo de multidão
Enosiofobia ou enissofobia - medo de ter cometido um pecado ou crítica imperdoável
Entomofobia - medo de insetos
Epistaxiofobia - medo de sangrar do nariz
Epistemofobia - medo do conhecimento
Equinofobia - medo de cavalos
Eremofobia - medo de ficar só
Ereutrofobia - medo de ficar vermelho
Ergasiofobia - medo de trabalhar ou de operar (cirurgião)
Ergofobia - medo do trabalho
Eritrofobia, eritofobia ou ereutofobia - medo de luz vermelha ou do vermelho
Eretofobia - medo do ato sexual propriamente dito.
Esciofobia ou esciafobia - medo de sombras
Escolecifobia - medo de vermes
Escopofobia ou escoptofobia - medo de estar sendo olhado
Escotofobia - medo de escuro
Escotomafobia - medo de cegueira
Esfecsofobia - medo de marimbondos
Espectrofobia - medo de fantasmas ou espectros
Estasibasifobia ou estasifobia - medo de ficar de pé ou andar (ambulofobia)
Estaurofobia - medo de cruz ou crucifixo
Estenofobia - medo de lugares ou coisas estreitas
Estigiofobia - medo do inferno

F
Fagofobia - medo de engolir ou de comer
Falacrofobia - medo de tornar-se careca
Farmacofobia - medo de tomar remédios
Febrifobia, fibrifobia ou fibriofobia - medo de febre
Fengofobia - medo da luz do dia ou nascer do sol
Felinofobia - medo de gatos (ailurofobia, elurofobia, galeofobia, gatofobia)
Filemafobia ou filematofobia - medo de beijar
Filofobia - medo de enamorar
Filosofobia - medo de filosofia
Fobia Social - medo de estar sendo avaliado negativamente (socialmente)
Fobofobia - medo de fobias
Fonofobia - medo de barulhos ou vozes ou da própria voz; de telefone
Fotoaugliafobia - medo de luzes muito brilhantes
Fotofobia - medo de luz
Fronemofobia - medo de pensar
Ftisiofobia - medo de tuberculose

G
Galeofobia ou gatofobia - medo de gatos
Gamofobia - medo de casar
Gefirofobia, gefidrofobia ou gefisrofobia - medo de cruzar pontes
Geliofobia - medo de rir
Geniofobia - medo de manter a cabeça erguida
Gerascofobia - medo de envelhecer
Gerontofobia - medo de pessoas idosas
Geumafobia ou geumofobia - medo de sabores
Gimnofobia - medo de nudez
Ginofobia ou ginefobia - medo de mulheres
Glossofobia - medo de falar ou tentar falar em publico
Gnosiofobia - medo do conhecimento

H
Hadefobia - medo do inverno
Hagiofobia - medo de santos ou coisas santas
Hamartofobia - medo de pecar (pecados)
Hafefobia ou haptefobia - medo de ser tocado ou de tocar em alguém ou em alguma coisa
Harpaxofobia - medo de estar sendo roubado
Hedonofobia - medo de sentir prazer
Heliofobia - medo do sol
Hemofobia, hemafobia ou hematofobia - medo de sangue
Heresifobia ou hereiofobia - medo de desafiar a doutrina oficial (governo)
Herpetofobia - medo de répteis ou coisa que arrastam
Heterofobia - medo do sexo oposto (sexofobia)
Hidrargiofobia - medo de medicamentos mercuriais
Hidrofobia - medo de água
Hidrofobofobia - medo de raiva (doença)
Hielofobia ou hialofobia - medo de vidro
Hierofobia - medo de padres ou coisas sacras
Higrofobia - medo de líquidos ou umidade
Hilefobia - medo de materialismo ou de epilepsia
Hilofobia - medo de florestas
Hipengiofobia ou hipegiafobia - medo de responsabilidade
Hipnofobia - medo de dormir ou ser hipnotizado
Hipofobia - medo de casas
Hipsifobia - medo de altura
Hobofobia - medo de bêbados ou mendigos
Hodofobia - medo de atravessar estradas
Hormefobia - medo de ficar abalado ou chocado
Homiclofobia - medo de neblina
Hominofobia - medo de homens
Hoplofobia - medo de armas de fogo
Homofobia - medo de gays

I
Iatrofobia - medo de ir ao médico ou ao doutor
Ictiofobia - medo de peixe
Ideofobia - medo de idéias
Ilingofobia - medo de vertigem ou sentir vertigem quando olha para baixo
Iofobia - medo de veneno
Insectofobia - medo de insetos
Isolofobia - medo da solidão, de estar sozinho, o medo de ficar isolado
Isopterofobia - medo de cupins

J
Japanofobia - medo de japoneses

L
Lachanophobia ou lachanofobia - medo de vegetais
Laliofobia ou lalofobia - medo de falar
Leprofobia ou leprafobia - medo de lepra
Ligirofobia - medo de barulhos
Ligofobia - medo de escuridão
Lilapsofobia - medo de furacões
Limnofobia - medo de lagos
Linonofobia - medo de cordas
Lissofobia - medo de ficar louco
Liticafobia - medo de processos (civil)
Locquiofobia - medo de nascimento (criança)
Logizomecanofobia - medo de computadores
Logofobia - medo de palavras
Luefobia – medo de sífilis (lues)

M
Mageirocofobia - medo de cozinhar
Maieusiofobia - medo da infância
Malaxofobia - medo de amar (sarmassofobia)
Maniafobia - medo de insanidade
Mastigofobia - medo de punição
Mecanofobia - medo de máquinas
Megalofobia - medo de coisas grandes
Melanofobia - medo de cor preta
Melissofobia - medo de abelhas
Melofobia - medo ou ódio de música
Meningitofobia - medo de doença nervosa
Merintofobia - medo de ficar amarrado
Metalofobia - medo de metal
Metatesiofobia - medo de mudar
Meteorofobia - medo de meteoros
Metifobia - medo de álcool
Metrofobia - medo ou ódio de poesia
Micofobia - medo ou aversão por cogumelos
Microbiofobia - medo de micróbios (bacilofobia)
Microfobia - medo de coisas pequenas
Mictofobia - medo de escuridão
Mirmecofobia - medo de formigas
Misofobia - medo de germens, contaminação ou sujeira
Mitofobia - medo de mitos, estórias ou declarações falsas
Mixofobia - medo de qualquer sustância viscosa (blenofobia)
Molismofobia ou molisomofobia - medo de sujeira ou contaminação
Monofobia - medo de solidão ou ficar só
Monopatofobia - medo de doença incurável
Motefobia - Medo de borboleta e mariposa
Motorfobia - medo de automóveis
Musofobia ou murofobia - medo de ratos

N
Nebulafobia - medo de neblina (homiclofobia)
Necrofobia - medo de morte ou coisas mortas
Nelofobia - medo de vidro
Neofarmafobia - medo de medicamentos novos
Neofobia - medo de qualquer coisa nova
Nefofobia - medo de nevoeiros
Nictofobia - medo da escuridão ou da noite
Noctifobia - medo da noite
Nictohilofobia - medo de florestas escuras ou a noite
Nosocomefobia - medo de hospital
Nosofobia ou nosemafobia - medo de ficar doente
Nostofobia - medo de voltar para casa
Novercafobia - medo da madrasta
Nucleomitufobia - medo de armas nucleares
Nudofobia - medo de nudez

O
Obesofobia - medo de ganhar peso (pocrescofobia)
Oclofobia - medo de multidão
Ocofobia - medo de veículos
Odinofobia ou odinefobia - medo da dor (algofobia)
Odontofobia - medo de dentista ou cirurgia odontológica
Oenofobia - medo de vinhos
Ofidiofobia - medo de cobras
Oftalmofobia - medo de estar sendo vigiado
Olfactofobia - medo de cheiros
Ombrofobia - medo de chuva ou de estar chovendo
Ometafobia ou omatofobia - medo de olhos
Oneirofobia - medo de sonhos
Onomatofobia - medo de ouvir certas palavras ou nomes
Ostraconofobia - medo de ostras
Ornitofobia - medo de pássaros

P
Pagofobia - medo de gelo ou congelamento
Pantofobia ou panofobia - medo de tudo
Pantofobia - medo de sofrimento ou doença
Paralipofobia - medo de responsabilidade
Parafobia - medo de perversão sexual
Parturifobia - medo de parto
Patroiofobia - medo da hereditariedade
Pecatofobia - medo do pecado (crime imaginário)
Pediculofobia - medo de piolho
Pediofobia - medo de bonecas
Pedofobia - medo de crianças
Peniafobia - medo da pobreza
Pirexiofobia - medo de febre
Pirofobia - medo de fogo
Placofobia - medo de sepulturas
Plutofobia - medo de opulência
Pluviofobia - medo de chuva ou estar chovendo
Pnigofobia ou pnigerofobia - Medo de estar sendo sufocado
Pocrescofobia - medo de ganhar peso (obesofobia)
Polifobia - medo de muitas coisas
Poinefobia - medo de punição (castigo)
Ponofobia - medo de trabalho pesado ou de dor
Potamofobia - medo de rios ou águas correntes
Potofobia - medo de álcool
Prosofobia - medo de progresso
Pselismofobia - medo de gaguejar
Psicofobia - medo da mente
Psicrofobia - medo de frio
Pteromeranofobia - medo de voar
Ptiriofobia - medo de piolho (pediculofobia)
Pombofobia - medo de pombo(ave)
Papirofobia - medo de livros

Q
Quemofobia - medo de substâncias químicas ou de trabalhar com elas
Quenofobia - medo de espaços vazios
Quifofobia - medo de parar
Quimofobia - medo de ondas
Quionofobia - medo de neve
Quinofobia - medo de raiva (doença)
Quiraptofobia - medo de ser tocada(o)

R
Rabdofobia - medo de ser severamente punido
Radiofobia - medo de radiação, raio-x
Ritifobia - medo de ficar enrugado
Rupofobia - medo de sujeira

S
Sarmassofobia - medo de fazer amor (malaxofobia)
Satanofobia - medo de satã (demônio)
Selafobia - medo de flashes (luzes)
Selenofobia - medo da lua
Seplofobia - medo de material radiativo
Sesquipedalofobia - medo de palavras grandes
Sexofobia - medo do sexo oposto (heterofobia)
Siderodromofobia - medo de trem ou viagem de trem
Siderofobia - medo de estrelas
Sinistrofobia - medo de coisas do lado esquerdo, mão esquerda
Sinofobia - medo de chinês ou cultura chinesa
Sitofobia ou Sitiofobia - medo de comida ou comer (cibofobia)
Socerafobia - medo de padrasto ou madrasta
Sociofobia - medo da sociedade ou de pessoas em geral
Somnifobia - medo de dormir
Simmetrofobia - medo de simetria
Singenesofobia - medo de parentes
Sifilofobia - medo de sífilis
Sofofobia - medo de aprender
Soteriofobia - medo de dependência dos outros
Surifobia - medo de camundongo (rato)
Simbolofobia - medo de símbolos

T
Tacofobia ou Tachofobia - medo de velocidade
Taeniofobia ou teniofobia - medo de solitária (tênia)
Tafofobia ou tafefobia - medo de ser enterrado vivo
Talassofobia - medo do mar
Tanatofobia ou tantofobia - medo da morte ou de morrer
Tapinofobia medo de ser contagioso
Taurofobia - medo de touro
Teatrofobia - medo de teatro
Tecnofobia - medo de tecnologia
Telefonofobia - medo de telefone
Teleofobia - medo de definir planos ou de cerimônias religiosas
Teofobia - medo de Deus ou de religião
Teologicofobia - medo de teologia
Teratofobia - medo de crianças ou pessoas deformadas
Termofobia - medo de calor
Testofobia - medo de fazer provas (escolares)
Tetanofobia - medo de tétano
Tiranofobia - medo de tiranos
Tocofobia - medo de gravidez
Tomofobia - medo de cirurgia
Tonitrofobia - medo de trovão
Topofobia - medo de certos lugares ou situações, que dão medo ou pavor
Toxifobia, toxofobia ou toxicofobia - medo de se envenenar
Traumatofobia - medo de traumas (físicos)
Tripanofobia - medo de injeções
Triscaidecafobia - medo do número 13
Tropofobia - medo de mudar ou fazer mudanças

U
Uranofobia - medo do céu
Urifobia - aversão e medo mórbido irracional, desproporcional persistente e repugnante a fenômenos paranormais
Urofobia - medo de urina ou do ato de urinar

V
Vacinofobia - medo de vacinação
Venutrafobia - medo de mulher bonita
Verbofobia - medo de palavras
Verminofobia - medo de vermes
Vestifobia - medo de vestir
Virginitifobia - medo de estupro
Vitricofobia - medo do padrasto

X
xantofobia - 1 - da cor amarela. 2 - qualquer objeto de cor amarela.
Xenofobia - medo de estrangeiros ou estranhos
Xerofobia - medo de secura, aridez
Xilofobia - medo de objetos de madeira ou de floresta

Z
Zelofobia - medo de ter ciúmes
Zeusofobia - medo de Deus ou deusesZoofobia - medo de animais

Arrependimento (estudo abreviado)


ARREPENDIMENTO
2 Cr 7:14

Grego “Metanoeo” – “arrepender-se”, incluindo as ideias de reflexão, contemplação e mudança de mente, pensamento do julgamento e do sentimento, sobre aspectos morais, com referencia particular ao carácter e conduta própria.

Arrependimento = Não é um sentimento ou emoção, mas sim uma decisão, uma atitude baseada no inicio de um sentimento que nos leva à mudança total e ao voltar atrás incluindo repor ou restaurar o que foi quebrado.

O ARREPENDIMENTO GENUINO , é conhecido porque trás frutos, mudança de pensamento e de estilo de vida.

ARREPENDIMENTO não é REMORÇO.
Remorço trás inquietação de consciência, sentimento de culpa ou tristeza.

ARREPENDIMENTO NÃO É:

1. Tristeza – 2 Co 7:10
2. Terror Judicial ( sentimos remorsos, consciência pesada com medo da sentença do Juiz)
3. Deixar alguns pecados – Mt 23:27
4. Penitencia (auto flagelação)
5. Remorso (remorso é só baseado num sentimento e não numa decisão ou atitude) Judas Mt 27:3-5

O ARREPENDIMENTO deve manifestar:

1. Tristeza pelos pecados – Sl 51:4,5,9; 119:128,136; Is 30:22; Jr 31:18-19; Ez 28:30,31; 36:31; Jl 2:12,13; Am 5:15; Rm 12:9; 2 Co 7:10; Jd 23

2. Frutos de arrependimento – São os frutos que testificarão a nossa comunhão com Deus e o nosso desejo de servi-Lo. Mt 3:8; 2 Rs 23:25; Sl 119:6,59,106; Lc 1:6; At 26:16-20

Tratamento de pecados + Arrependimento = Vida Nova

1. Passo 1 – Arrependimento
2. Passo 2 – Confissão
3. Passo 3 – Restituição
4. Passo 4 – Abandono

Jejum (estudo abreviado)

JEJUM
Mateus 6:16-18


PROPÓSITO DO JEJUM

O jejum não muda Deus, Deus é o mesmo antes, durante e depois do jejum. Mas, jejuar muda a TI! Vais ficar mais sensivél à voz de Deus.


PROPÓSITOS PARA O JEJUM

1. Consagração – Nm 6:3,4
2. Arrependimento de pecados – 1 Sm 7:6; Ne 9:11
3. Luto – 2 Sm1:12; 3:35
4. Aflições – 2 Sm 12:16-23
5. Buscando Proteção – Ed 8:21-23; Et 4:16
6. Situações de enfermidade – Sl 35:13
7. Intercessão – Dn 9:3 ; 10:2,3

NOS EVANGELHOS:

1. Preparaçõa Batalha Espiritual – Mt17:21
2. Estar com o Senhor – Lc 2:37
3. Preparar para ministério – Lc 4:1,2

ATOS DOS APOSTOLOS:

1. Ministrar ao Senhor – At 13:2
2. Enviar ministérios – At 13:3
3. Estabelecer presbíteros – At 14:23

DIFERENTES FORMAS DE JEJUM

1. Jejum PARCIAL - Dn 10:2,3
2. Jejum NORMAL – Mt 4:2
3. Jejum TOTAL – Et 4:16 ; At 9:9

DURAÇÃO DO JEJUM

1. 1 DIA – Jejum do dia da Expiação
2. 3 DIAS – O jejum de Ester Et 4:16 eo de Paulo At 9:9
3. 7 DIAS – Jejum pela morte de Saul 1 Sm 31:13
4. 14 DIAS – Jejum involuntário de Paulo no navio At 27:33
5. 21 DIAS – Jejum de Daniel em favor de Jerusalém Dn 10:3
6. 40 DIAS – Jejum de Jesus no deserto Lc 4:1,2

Ceia Do Senhor !

A Ceia do Senhor:

Quase todas as igrejas que proclamam seguir a Cristo observam a Ceia do Senhor.

O pão e o fruto da videira são elementos comuns nas assembléias de adoração de vários grupos religiosos.

Mas há diferenças no entendimento a respeito desta comemoração.

Neste artigo, examinaremos o que a Bíblia ensina sobre a Ceia do Senhor para aprender como devemos participar dela hoje em dia.

A Primeira Ceia: O Exemplo de Jesus

Quatro textos registram os pormenores da primeira "Ceia do Senhor".

Três destes relatos estão nos evangelhos (Mateus 26:26-29; Marcos 14:22-25 e Lucas 22:19-20) e o outro está em 1 Coríntios 11:23-26. Podemos aprender como Jesus e os apóstolos celebraram a ceia comparando estes relatos. Por favor, pare uns poucos minutos para ler cada uma destas quatro passagens, antes de continuar este estudo. Observe as minúcias:

O propósito:
"Fazei isto em memória de mim" (Lucas 22:19).
A Ceia do Senhor é nossa oportunidade para lembrar o sacrifício que Jesus fez na cruz, pelo qual ele nos oferece a esperança da vida eterna: "Porque todas as vezes que comerdes este pão e beberdes o cálice, anunciais a morte do Senhor, até que ele venha" (1 Coríntios 11:26).
A Ceia do Senhor não pretende ser um memorial do nascimento, da vida ou da ressurreição de Cristo. É um momento especial no qual os cristãos refletem sobre o Salvador sofredor para serem lembrados do alto preço que ele pagou por nossos pecados. Precisamos manter este tema central do evangelho (1 Coríntios 2:1-2) em nossas mentes.

Os símbolos:
Jesus usou dois símbolos para representar seu corpo e seu sangue. É claro que ele não ofereceu literalmente seu corpo (que ainda estava inteiro) nem seu sangue (que ainda estava correndo através de suas veias). Ele deu aos discípulos pão sem fermento para representar seu corpo e o fruto da videira (suco de uva) para representar o sangue que estava para ser derramado na cruz. Ele não deixou dúvida sobre a relação deste sacrifício com nossa salvação: "Porque isto é o meu sangue, o sangue da nova aliança, derramado em favor de muitos, para remissão dos pecados" (Mateus 26:28).

A ordem:
Quando comparamos estes quatro relatos, podemos também ver a ordem na qual a ceia foi observada. Jesus primeiro orou para agradecer a Deus pelo pão e então todos o partilharam. Ele orou de novo para agradecer ao Senhor pelo cálice, e todos beberam dele. Deste modo, ele chamou especial atenção para cada elemento da ceia.

A Ceia do Senhor na Igreja Primitiva

O livro de Atos e as cartas escritas às igrejas nos ajudam a aprender um pouco mais sobre a Ceia do Senhor. Os discípulos se reuniam no primeiro dia da semana para participarem da ceia (Atos 20:7). Esta ceia era entendida como um ato de comunhão com o Senhor (1 Coríntios 10:14-22). Era tomada quando toda a congregação se reunia, como um ato de fraternidade entre os irmãos (1 Coríntios 11:17-20). Cada cristão era obrigado a examinar-se para ter certeza de que estava participando da ceia de um modo digno (1 Coríntios 11:27-29).

Observações sobre a Ceia do Senhor

Ainda que o ensinamento da Bíblia sobre a Ceia do Senhor não seja complicado, muitas diferenças de entendimento apareceram depois do tempo do Novo Testamento. O único modo de sabermos que estamos seguindo o Senhor é estudar as instruções e imitar os exemplos que encontramos no Novo Testamento. Nunca estamos livres para ir além do que o Senhor revelou na Bíblia (veja Colossenses 3:17; 1 Coríntios 4:6 e 2 João 9). Consideremos o que a Bíblia diz em resposta a algumas questões sobre a Ceia do Senhor.

Porque pão sem fermento?
Jesus instituiu a ceia do Senhor durante os dias judaicos dos pães asmos, uma festa anual na qual somente pão sem fermento era permitido entre os judeus (veja Lucas 22:15; Êxodo 12:18-21). Podemos apreciar mais claramente o significado do pão sem fermento quando consideramos o significado simbólico do fermento na Bíblia. Não era permitido fermento nos sacrifícios oferecidos a Deus, no Velho Testamento (Levítico 2:11). A idéia de impureza ou pecado é claramente associada com fermento em vários textos. Por exemplo, Jesus usou fermento para falar simbolicamente de falsas doutrinas (Mateus 16:11-12). Paulo usou fermento para representar falsa doutrina e corrupção moral (Gálatas 5:7-9,13,16; 1 Coríntios 5:6-9). É plenamente adequado, então, que o sacrifico perfeito e sem pecado do próprio Filho de Deus seja representado por pão sem fermento: "Lançai fora o velho fermento, para que sejais nova massa, como sois, de fato, sem fermento. Pois também Cristo, nosso Cordeiro pascal, foi imolado. Por isso, celebramos a festa não com o velho fermento, nem com o fermento da maldade e da malícia, e sim com os asmos da sinceridade e da verdade" (1 Coríntios 5:7-8).

Quando devemos observar a Ceia do Senhor?
Jesus mostrou aos seus discípulos como participar deste memorial, mas não especificou quando. Aprendemos quando os primeiros cristãos observaram a ceia pelo exemplo dos discípulos em Trôade: "No primeiro dia da semana, estando nós reunidos com o fim de partir o pão. . ." (Atos 20:7). Quando seguimos este exemplo e participamos da Ceia do Senhor todos os domingos, relembramos freqüentemente o sacrifício que Jesus fez por causa de nossos pecados. Quando meditamos sobre o Salvador sofredor no domingo, é mais fácil resistir a tentações durante o resto da semana. Quando entendemos o alto preço que Jesus pagou por nossos pecados, esforçamo-nos para evitar qualquer coisa que possa magoá-lo e tornar vão seu sacrifício (veja Hebreus 10:24-31).

Onde devemos participar da Ceia?
A Ceia do Senhor é um ato de comunhão entre cada cristão e o Senhor, e é também um ato de comunhão entre cristãos. Em Atos 20:7, os discípulos se reuniam para partir o pão. 1 Coríntios 11:20-22 distingue entre a Ceia do Senhor, que era o propósito de sua reunião como uma congregação, e as refeições comuns, que eram tomadas nas casas de cristãos. Não encontramos nenhuma autoridade na Bíblia para participar da Ceia do Senhor a sós ou fora da assembléia da igreja.

Quem tem o direito de tomar a Ceia do Senhor?
A Ceia do Senhor é um ato espiritual partilhado pelo Senhor com aqueles que estão em fraternidade com ele. Jesus não ofereceu o pão e o cálice a todos, mas aos seus discípulos (Mateus 26:26). Aqueles que estão servindo ao Diabo não têm o direito de partilhar desta refeição com o Senhor (1 Coríntios 10:16-22). João conta-nos que somos aptos a participar com Deus na comunhão espiritual somente se andarmos na luz do seu caminho: "Ora, a mensagem que, da parte dele, temos ouvido e vos anunciamos é esta: que Deus é luz, e não há nele treva nenhuma. Se dissermos que mantemos comunhão com ele e andarmos nas trevas, mentimos e não praticamos a verdade. Se, porém, andarmos na luz, como ele está na luz, mantemos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado" (1 João 1:5-7). Somente aqueles que já foram batizados para a remissão dos pecados para entrar no corpo de Cristo devem participar da Ceia do Senhor (Atos 2:38; Gálatas 3:26-28).

O que significa participar "indignamente"?
Cada um que participa da Ceia do Senhor deverá examinar-se para estar certo de que está participando de maneira correta, discernindo o verdadeiro significado do memorial. "Por isso, aquele que comer o pão ou beber o cálice do Senhor, indignamente, será réu do corpo e do sangue do Senhor. Examine-se, pois, o homem a si mesmo, e assim, coma do pão e beba do cálice; pois quem come e bebe sem discernir o corpo, come e bebe juízo para si" (1 Coríntios 11:27-29). A palavra "indignamente" é freqüentemente mal entendida. Ela não descreve a dignidade da pessoa (ninguém é verdadeiramente digno de comunhão com Cristo). Esta palavra descreve o modo de participar. A pessoa que não leva a sério esta comemoração está brincando com o sacrifício de Cristo e está se condenando por não discernir o corpo de Cristo. Por esta razão, devemos ser muito cuidadosos cada vez que participarmos da Ceia do Senhor. É imperativo que esqueçamos as preocupações mundanas e prestemos atenção exclusivamente à morte de Cristo. Se tratarmos a Ceia do Senhor como um mero ritual, ou se a tomarmos levianamente e deixarmos de meditar no seu significado, condenamo-nos diante de Deus.

A Ceia do Senhor: Passado, Presente e Futuro

Os discípulos de Cristo são privilegiados ao participarem com ele todas as semanas da Ceia do Senhor. Deste modo, ligamos o passado, o presente e o futuro.

Passado: Olhamos para trás, para o sacrifício que Jesus fez na cruz. Entendemos isto como sendo o fundamento e o centro de nossa salvação.

Presente: Quando meditamos no terrível preço que Jesus pagou para nos redimir de nosso pecado, nossa decisão de resistir à tentação é fortalecida.

Futuro: Entendemos que a morte de Jesus é a base de nossa esperança, e assim proclamamos nossa fé nele quando olhamos em frente para a volta do Senhor e para nossa salvação eterna.

Não podemos esquecer nunca o dia negro no Calvário em que Jesus deu sua vida para salvar a nossa.

Trigo vs Joio

Trigo x joio
Mt 13:24-30

Trigo = Planta que produz o grão, de que se faz o pão; O pão, é o alimento base da população mundial.

Joio = Planta que se mistura aos cereais, produzindo grandes estragos. É como a erva daninha. O joio é muito semelhante ao trigo, só depois de amadurecer se percebe a diferença um do outro.

A intenção do joio é confundir.


O joio, não tolera montanhas nem lugares altos.

Gosta de comodidade, de lugares comuns, de portas largas, de caminhos acessíveis e de coisas fáceis.

Quem somos nós? Trigo, ou joio?

Hoje, a igreja é comparada a um campo, onde existe o joio e o trigo. Aquelas pessoas que verdadeiramente, vivem comprometidas com Deus e aquelas que não querem compromisso.
Segundo esta passagem de Mateus 13, o joio, são os filhos do maligno e o trigo os filhos do Reino.
Só Deus conhece, o verdadeiro trigo e o verdadeiro joio, não nos cabe a nós julgar quem é quem. Porque os que hoje são joio, amanhã poderão ser trigo.

V.30 “é necessário que ambos cresçam juntos…” para que ao arrancar o joio, não se corra o risco de arrancar o trigo.
(Aqui está uma oportunidade que Deus dá, a todos aqueles, que vivem descomprometidos com Ele e longe de Deus, aproximarem-se e tornarem-se trigo, pessoas que realmente vivem comprometidas com Deus, em que as suas atitudes são as mesmas quer na igreja quer fora dela).

Deus criou o homem á Sua imagem e semelhança, logo o Homem foi criado com uma natureza boa (trigo). Só que o homem, dormiu e por causa disso a serpente enganadora (o inimigo) semeou também o joio (pecado).
E isto é o que acontece, hoje com muitos cristãos, dormem.
Mas a realidade, é que temos um opositor, um adversário que não dorme, trabalha 24horas sobre 24horas para nos destruir.

Segundo a passagem de Mateus, foi isto que aconteceu, quando os homens dormiam, o inimigo aproveitou a oportunidade e atacou.
Hoje são muitos os cristãos que dormem, esquecendo-se da necessidade de estar alerta, de vigiar e de ser prudente.

I Pe 5:8 “O nosso adversário, o diabo anda em nosso redor, rugindo como um leão, buscando a quem possa tragar”.

O plano de Satanás é matar, roubar e destruir. E ele tem feito tudo para minar o nosso coração, a nossa mente semeando: inveja, discórdia, orgulho, mentira, infidelidade, palavras contrárias…
Joio e trigo existem no mesmo terreno, só no dia da colheita (arrebatamento), serão distinguidos.

2 DESTINOS:

Fogueira = Inferno (para onde vai o joio)
Celeiro = A glória eterna (para onde vai o trigo)

Quem somos nós? Joio ou trigo?
Para onde iremos no dia da colheita?
Para a fogueira ou para o celeiro?

20/08/08
Joana Caetano

Princípios de Vida Práticos !




















II Reis 4

VELHO TESTAMENTO – Lições praticas para a nossa vida.


2 Rs 4:8,9


1º ELA VIU… o profeta várias vezes (maneira de viver de falar)

Para alguém dizer que um homem é um homem de Deus tem que travar conhecimento/relacionamento.

Não é só xo-to-to… Gato por Lebre… 1º Conhece e depois fala.


V.9,10


1º PLURAL … Façamos-lhe, nós…

Casamento é unicidade e não unidade.

Unicidade são duas partes que se fundem.

Unidade são duas partes que se juntam.

Ela é uma mulher de liderança e posição, mas ela não abusa do marido. Todas as decisões tem que ser compartilhadas.

Eu sou cabeça / Macho … Trazer pessoas para jantar sem avisar… Decisões são tomadas juntas.

2º Quando fizeres o bem faz algo que SIRVA para outro.

Roupas velhas, sapatos com ar condicionado. Camisa de seda com um ferro queimado atrás.

AMA a DEUS acima de todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo. Dá aquilo que é útil.


V.11-14


1º Se queres ajudar alguém… trata com desvelo (grande ajuda, amizade)


Ela era rica. “Haverá alguma coisa que se faça por ti”

Pessoas ingratas. Reconhecimento, gratidão e Reciprocidade.

Reconhece o bem que alguém te faz por menor que seja. Exemplo : Ele é rico não precisa de nada.


2º Ele insiste em saber o que ela precisa. (reciprocidade)


V.15 Ela pôs-se à porta.


Existem pessoas que pensam que por terem feito o bem que podem abusar das pessoas.

Ela respeitou o espaço do profeta. Por teres feito o bem não significa que podes abusar das pessoas..

Pais e mães – porque ajudam pensam que podem meter-se nas vidas dos filhos ou noras. Respeitem!

Ajuda mas não abusas !


V.16,17


Muitas pessoas falam em nome de Deus quando Deus não mandou falar.

Deus confirma as palavras do homem de Deus.

Também existem muitas que não são o que dizem ser.


V.18-20



1º Leva para a mulher.

MULHER é o equilíbrio da casa. Mulher afectiva - Homem é razão.


V.21-25ª



QUANDO O IMPOSSIVEL BATER NA TUA PORTA…

1º Não entres em desespero. Perdes equilíbrio emocional e da razão e fazes estrago.

Mesmo que o impossível bata na porta tu podes fazer alguma coisa.

TOMA UMA ATITUDE.

3º Optimista / Fé – ela não mandou enterrar o filho

Provérbios 24:10 “Se te mostrares fraco no dia da angústia, é que a tua força é pequena.”


CREIA QUE O TEU DEUS É O DEUS DO IMPOSSIVEL.


Marcos 9:23 “E Jesus disse-lhe: Se tu podes crer, tudo é possível ao que crê.”


(mulher sábia) não é sábado. “Tudo vai bem.” Apagas a fogueira ou acendes a fogueira? Fica tranquilo. Como é que administra situações adversas?

5º Prepara o jumento. (50 kilómetros) Carmelo. Quando as coisas estão difíceis emprega uma energia maior, um esforço maior.

6º Foi ao lugar certo. Foi ao Carmelo.

Carmelo – Símbolo da presença de Deus. A igreja é o lugar certo para ti. “as portas do inferno não prevalecem contra a igreja do senhor”

Existem pessoas que vão para outros lugares. Fazem tudo certo mas depois vão ao lugar errado. Vão a casa dos profetas, para ouvir uma profetada… preferência errada!


V.25b-26


1º Quem viu a mulher primeiro? Eliseu. (homem humano capacitado por Deus)

2º Ele manda perguntar se vai tudo bem com ela, com o marido e com o filho. (homem de Deus preocupa-se com a família)

Muitos só se preocupam como dinheiro. Não são homens de Deus !

Ela diz : “Vai tudo bem” para geazi… não fales a tua vida para todas as pessoas.

Marcos 9:23 “E Jesus disse-lhe: Se tu podes crer, tudo é possível ao que crê..”


v.27


O homem de Deus manifesta sabedoria e humildade dizendo que o Senhor não lhe disse nada.

Se Deus não te disse nada - Não digas Nada.